Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

1 Mulher

até para nascer temos que dar a volta

1 Mulher

até para nascer temos que dar a volta

11.Out.18

a ver - Le cahier noir

Este filme é o mais recente projecto inacabado do falecido Raúl Ruiz a ser concluído pela sua viúva e colaboradora, Valeria Sarmiento, e adapta livremente a obra de Camilo Castelo Branco “Livro Negro de Padre Dinis”, uma continuação de “Mistérios de Lisboa”, que Ruiz filmou em 2010. Não admira que “O Caderno Negro” pareça uma versão em miniatura, mais modesta e curta, de “Mistérios de Lisboa” (o argumentista, Carlos Saboga, é o mesmo, tal como o produtor, Paulo Branco) tendo a história exactamente as mesmas características saborosamente folhetinescas e camilianas: peripécias em série, revelações surpreendentes, situações dramáticas e muitas personagens misteriosas, pitorescas, bondosas e maléficas. Até Napoleão Bonaparte aparece a certa altura. A angélica mas carnal Lou de Laâge interpreta o papel principal, o da devotada ama de um rapazinho órfão que acaba por descobrir que é quem nunca pensaria ser.

 

créditos