Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

1 Mulher

até para nascer temos que dar a volta

1 Mulher

até para nascer temos que dar a volta

10.Abr.18

Ghosting, haunting e benching: as práticas das novas relações

yoann-boyer-156510-unsplash_770x433_acf_cropped.jp

créditos

 

Numa época em que a sociedade está repleta de meios de comunicação que permitem, cada vez mais rápido, estar em contacto com outros, nunca foi tão fácil conhecer e esquecer pessoas. Abre-se o Facebook, o Instagram ou até o Tinder e basta enviar uma mensagem, pedir para seguir ou “gostar” para que se possa estar em contacto com alguém. Ao mesmo tempo que isso acontece, as relações profundas tornam-se caminhos mais difíceis de encontrar. As redes sociais, as aplicações de encontros e, mais importante, a maneira como são usadas, têm cada vez mais impacto nas relações que vivemos: o ghosting, o haunting e o benching são só algumas das novas práticas que ganharam nome nos últimos anos, graças à sua visibilidade, e à maneira como as pessoas vivem as suas relações nesta nova era.

ler mais

 

Confesso que já fui "vitima" de benching, e não achei graça nenhuma.

Ou é ou não é... alguns homens gostam de nos deixar "de molho", just in case...